USP lança curso de Libras

Curso de libras na USP

mundo

A Libra – língua brasileira de sinais pode ser aprendida de graça e à distância. Quem está oferecendo o curso é o “Departamento de Linguística da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo”.

Através de material teórico e prático, de conteúdo visual e textual, o professor Felipe Venâncio Barbosa ministra as aulas relacionadas à cultura surda. Ele conta que “A língua de sinais que vamos estudar aqui é a Língua Brasileira de Sinais, a Libras, que é a usada por comunidades surdas dos centros urbanos do Brasil. É uma língua natural reconhecida como meio legal de comunicação pela Lei 10.436 de 2002. É a partir desta lei que os profissionais da Pedagogia, Fonoaudiologia e das licenciaturas tem a garantia do contato com o ensino da Libras em sua formação: uma vitória grande para esses profissionais, mas principalmente para a comunidade surda que será atendia por eles”.

libras1

As aulas podem ser acessadas quando o aluno preferir e, através do próprio site do curso, hospedado na plataforma Stoa, é possível agendar a data para realizar a prova final. Sobre o conteúdo das aulas, Felipe diz que “O que você vai receber aqui são informações importantes que com certeza vão lhe ajudar na tomada de decisões caso você encontre em seu percurso profissional pessoas surdas ou outros profissionais que trabalham com pessoas surdas. Portanto, são conhecimentos para seu trabalho, independente dos contatos familiares e profissionais que você possa ou venha ter com pessoas surdas”.

Conheça os “Intérpretes de Libras do Catálogo”:

Roberto Cardoso – Intérprete de Libras – SP Roberto

http://www.catalogodetradutores.com.br

 

 

 

Meg Batalha

55 11 9 9582 5899

“Deixe seu comentário”.

 

Meia, meia, meia, meia…

Autor: Jansen Viana

A língua portuguesa é uma das mais difíceis do mundo, até para nós.

O português praticado no Brasil …

meias-cloridas-2*Na recepção dum salão de convenções, em Fortaleza*
– Por favor, gostaria de fazer minha inscrição para o Congresso.
– Pelo seu sotaque vejo que o senhor não é brasileiro. O senhor é de onde?
– Sou de Maputo, Moçambique.
– Da África, né?
– Sim, sim, da África.
– Aqui está cheio de africanos, vindos de toda parte do mundo. O mundo está cheio de africanos.
– É verdade. Mas se pensar bem, veremos que todos somos africanos, pois a África é o berço antropológico da humanidade…
– Pronto, tem uma palestra agora na sala meia oito.
– Desculpe, qual sala?
– Meia oito.
– Podes escrever?
– Não sabe o que é meia oito? Sessenta e oito, assim, veja: 68.
– Ah, entendi, *meia* é *seis*.

– Isso mesmo, meia é seis. Mas não vá embora, só mais uma informação: A organização do Congresso está cobrando uma pequena taxa para quem quiser ficar com o material: DVD, apostilas, etc., gostaria de encomendar?
– Quanto tenho que pagar?
– Dez reais. Mas estrangeiros e estudantes pagam *meia*.
– Hmmm! que bom. Ai está: *seis* reais.
– Não, o senhor paga meia. Só cinco, entende?Estude português!
– Pago meia? Só cinco? *Meia* é *cinco*?
– Isso, meia é cinco.
– Tá bom, *meia* é *cinco*.
– Cuidado para não se atrasar, a palestra começa às nove e meia.
– Então já começou há quinze minutos, são nove e vinte.
– Não, ainda faltam dez minutos. Como falei, só começa às nove e meia.
– Pensei que fosse as 9:05, pois *meia* não é *cinco*? Você pode escrever aqui a hora que começa?
– Nove e meia, assim, veja: 9:30
– Ah, entendi, *meia* é *trinta*.
– Isso, mesmo, nove e trinta. Mais uma coisa senhor, tenho aqui um folder de um hotel que está fazendo um preço especial para os congressistas, o senhor já está hospedado?
– Sim, já estou na casa de um amigo.
– Em que bairro?
– No Trinta Bocas.
– Trinta bocas? Não existe esse bairro em Fortaleza, não seria no Seis Bocas?
– Isso mesmo, no bairro *Meia* Boca.
– Não é meia boca, é um bairro nobre.

images meias– Então deve ser *cinco* bocas.
– Não, Seis Bocas, entende, Seis Bocas. Chamam assim porque há um encontro de seis ruas, por isso seis bocas. Entendeu?
– Acabou?
– Não. Senhor é proibido entrar no evento de sandálias. Coloque uma meia e um sapato…

O africano enfartou…

Jansen Viana – Recanto das Letras

Catálogo de Tradutores – Meg Batalha

“Deixe seu comentário”!

 

 

Help for Interpreters and Translators

In late 2015, Apple have released a new version of their operating system for iPhones and iPads: iOS 9. Why should you care?

interpreter-translator

iOS 9 works on all existing iPads – except for the very first one, which, alas, does not have enough power to run it. Now let’s take a closer look.
At first sight, not much is different: There is a new font, called San Francisco, which is very readable and good-looking.
The search function has changed quite a bit, though. You can not only pull down from the top of the home screen, you can also swipe over to go to the search pane.
Siri, the voice assistant in your iPhone or iPad has become much smarter. Here in the search, Siri will show you frequently used contacts, apps that you may want to use, nearby coffee places and other locations and the latest news, too. The cool thing is that you can now also search within more apps than just Mail, Contacts or Calendar: You can search for your meeting documents in Readdle Documents or all of your notes in Evernote and then quickly jump to those from the search results.
Oh, and speaking of search: The iPad settings app is now searchable! Want to, say,  quickly turn the multitasking gestures off when using a handwriting app? No problem, just go into settings, search for it and – voilà – there it is!

Apple imageThe app switcher has gotten a facelift. You already know you can bring it up by double-clicking the home button or by swiping up with four fingers. All your recent apps are shown as cards and you can navigate them easily.
Here is one of my favourite features: the keyboard cursor. Entering text is quite easy with the big iPad keyboard. But what if you need to go back a few characters, words or even navigate between lines and paragraphs? The engineers from Cupertino have found a nifty way: put two fingers on the keyboard and move them around. It’s as easy as that. Two fingers on the screen, and the cursor shows up. You can even use this method to select text quickly: Again, two fingers on the screen, but this time, hold them right there for a moment, until the text selection tool shows up.
Of course, there are many more new things in iOS 9: For example, the battery should last longer and using an external keyboard has become more comfortable and functional. But Lourdes and I can only show you so much. And what we do want to show you, are some new features and functionalities that we as interpreters will appreciate particularly.

Remember how I mentioned the smarter Siri assistant earlier? Well, Siri now also helps out with unit conversion, such as currencies or units of measurement. If this doesn’t help you impress your boothmates next time the speaker talks of miles, yards or ounces, I don’t know what will.
Next up: files. All those files! Meeting documents, presentations, invoices, the list goes on. Well, the iPad now finally has a file manager that helps you organise and retrieve all that stuff. It’s called the iCloud Drive app. You might have to enable it first in the iCloud settings (remember, you can now search in settings). That’s nice in and of itself, but that also means that you can finally save attachments directly from the Mail app to your iPad (even to Dropbox or Google Drive, if you have those apps installed). Inversely, it has also become easier to send attachments via email.
Last but not least, the Safari web browser on the iPad finally lets you upload more than just photos and videos to a website.
What else is new? The Notes app. Yes, the Notes app. It may not look like much, but once you start using it, you’ll come to appreciate its functionality. Because Notes gives you lots of options to capture stuff: there’s text, of course, with the most used formatting options. You can make lists and checklists, too, you can add photos, videos and even file attachments – no matter if it’s PDF, Word, Excel, PowerPoint or whatever else. On top of this, Notes can be used as a little digital scratch pad. Just pick the pen, the sharpie or the pencil and a color and start scribbling. Need a ruler? An eraser? Want to start from scratch? No problem. It’s the perfect tool for those little notes in the booth, either for you or your booth mate.

Children talk in very much Country language

When you’re done, organize your notes in folders and keep them either offline, just on your iPad, or in sync across several devices and the web with iCloud sync.
Probably the best part of the Notes app is its extension. Extensions are those little buttons popping up everywhere that let you do things with your stuff. In the case of the Notes app, this means that whenever you see the share button, chances are you can take what you’re just looking at and store it in a note for later: An interesting paragraph from a web article. A Wikipedia definitian. A PDF white paper. A tweet. Share it and store it as a note (or append it to an existing note). A great way to collect information when preparing for a meeting.

If you’d rather keep your information as PDF documents in a central place, there’s an extension for you, too: “Save PDF to iBooks”, which does exactly what is says on the tin.
And if you’re more into handwriting on the iPad, you’ll be glad to hear that Apple have worked a lot on the technology that draws lines when you move your finger or stylus on the screen, so expect improvements there, too.
Finally, here’s THE big feature of iOS 9 on the iPad: multitasking. Yes, finally we can have two windows open side by side.
Caveat: It has to be two different applications, you cannot have two documents side by side from the same app, say, GoodReader. Maybe some day in the future…
For now, it depends on which iPad you have to which extent you can use multitasking. On older models, you can use SlideOver with a primary app to the left and a secondary app to the right. Works very well when you want to reference something quickly, check incoming email or look something up in a dictionary app without having to leave, say, your document or your glossary.
When you want to watch an educational video and take notes at the same time, use the video overlay feature. You may know this from your television as picture-in-picture. Very simple, and very useful.
Now, should you have an iPad Air 2 or plan to buy the iPad Pro, then you’ll be able to run two full applications side by side.

So, there you have it. Lots of goodies for iPad users in this latest version of iOS. You can read more about them online. Why not check if your device is eligible and give iOS 9 a try?

Let me know how it goes – on tabletinterpreter.eu or on Twitter.

My handle is @TabTerp.

Alexander DRECHSEL is staff intepreter at DG INTERPRETATION, EUROPEAN COMMISSION.

Ótima ferramenta para “tradutores e intérpretes”

Ótima ferramenta para “tradutores e intérpretes”!


fala
A Academia Brasileira de Letras(ABL) lançou um aplicativo grátis de consulta ao Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP). Disponível para versões em Smartphones e tablets, e com quase 380 mil verbetes que já seguem as novas regras previstas no Acordo Ortográfico o aplicativo pode ser baixado pelo Android ou iOS.

Um dos recursos mais interessantes do aplicativo VOLP é o de auto-completar-se (o que facilita a digitação em telas pequenas). Outro é a regulagem do tamanho da fonte (para telas pequenas e pessoas com dificuldade na leitura).

De acordo com os técnicos responsáveis pelo aplicativo, quando um usuário começar a digitar parte da palavra cuja grafia precisa consultar, uma listagem de possíveis resultados aparecerá  na tela, e ele poderá encontrar a exibição do vocábulo antes mesmo de terminar a redação de tal termo. O aplicativo dispõe também de  um ajuste que pode ampliar ou reduzir o tamanho da fonte, facilitando a leitura.

Há poucos dias no ar, o aplicativo tem avaliação de 4,7 de uma pontuação máxima 5, no Google Play. Os comentários são elogiosos: “Sempre usei no site, mas essa opção é maravilhosa”, diz uma usuária. Outra, ressalta: “Esperava há muito tempo por esse aplicativo”. Há também sugestões de melhora, como a possibilidade de se copiar, no próprio dispositvo, as palavras com a ortografia correta.

word 2

Academia Brasileira de Letras também mantém o espaço online ABL Responde para perguntas sobre gramática ou ortografia. De acordo com o presidente da ABL, aproximadamente 1,6 mil perguntas sobre gramática ou ortografia são feitas mensalmente neste espaço online.

Vale lembrar que as novas regras do uso do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, só poderão ser cobradas a partir de 1º de janeiro de 2016.

Até logo!

Catálogo de Tradutores – Um site global

Publicado por Meg Batalha – Tradutora e Intérprete

“Solicite orçamento de tradutores e intérpretes” em São Paulo – Brasil.